Mirex-S - Iscas Formicidas

Sobre Mirex-S

As iscas formicidas Mirex-S é uma isca granulada à base de Sulfluramida, formulada na forma de pellet, através de uma mistura de atrativos e o princípio ativo Sulfluramida.

As Iscas Formicidas Mirex-S apresentam baixo custo e alta eficiência, com alto rendimento operacional. Sua formulação é desenvolvida com baixíssima concentração de princípio ativo e sua ação é localizada. Produto direto da embalagem.

#
Processo de paralização de prejuízo e controle total dos formigueiros com Mirex-S
Ação de Mirex-S no formigueiro

O princípio ativo Sulfluramida tem sua eficiência comprovada ao longo de mais de 25 anos de uso para controle de formigas cortadeiras e, até o momento, não se tem uma alternativa com a mesma eficiência.

A sulfluramida possui as características intrínsecas (essenciais) para formulação em iscas granuladas, considerada a melhor formulação para controle de saúvas e quenquéns:

  • agir por ingestão;
  • deve ser inodoro e não repelente;
  • deve ter ação tóxica retardada por ingestão e pouca ou nenhuma ação de contato;
  • deve ser dispersado facilmente na colônia por processos de limpeza das formigas ou por trofalaxia;
  • deve ser letal em baixas concentrações e não deve matar rapidamente as formigas em altas concentrações;
  • paralisar as atividades das formigas (por exemplo corte de folhas), logo nos primeiros dias após a aplicação;
  • deve apresentar degradação relativamente rápida, ter baixa toxicidade aos animais (homem) e ser ambientalmente aceito.

Após a aplicação correta de Mirex-S, com as iscas distribuídas conforme a recomendação, as formigas carregadeiras transportam o produto para o interior da colônia, até as panelas de fungo, onde então a casta das jardineiras recebe os pellets para usar como substrato do fungo alimentar das formigas. Para isso, elas "lambem" e hidratam esses pellets para deposição no jardim de fungo.

Esse ato das jardineiras faz com que o produto seja ingerido. Na sequência ocorre a transmissão do tóxico principalmente através da trofalaxia: transmissão de alimento líquido com as outras operárias e do "grooming": limpeza do corpo de um indivíduo por outro indivíduo. Uma vez dentro do organismo dessas operárias a sulfluramida age nas mitocôndrias: organela celular responsável pela produção de energia, o que causa a morte das jardineiras. Por sua vez, não haverá cuidado do fundo alimentar. O fungo alimentar sem cuidados morre deixando o formigueiro sem alimento. O restante da população morrerá por falta de alimento.

Gráfico de Transmissão do tóxico
Manejo de formigas cortadeiras em reflorestamento
Resultado de testes com diferentes concentrações de Sulfluramida em laboratório e campo

Trabalhos realizados desde 1994 a 2016: Unesp - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - Faculdade de Ciências Agronômicas - Botucatu - SP - Dr. Luiz Carlos Forti; Universidade Federal de Viçosa- Viçosa – MG - Dr. José Cola Zanuncio; trabalhos publicados no VI International Pest Ant Symposium & XIII Encontro de Mirmecologia - Ilhéus - Ba - 1997 e XVII Congresso Brasileiro de Entomologia- Rio de Janeiro - RJ - 1998; testes operacionais realizados em empresas florestais.