Danos e prejuízos

Em florestas plantadas


Florestas plantadas

Toneladas e Toneladas


Um sauveiro adulto (3 anos de idade) chega a ter em torno de 10 milhões de formigas.


Elas são capazes de cortar uma tonelada de folhas verdes por ano.


Para alimentar esse formigueiro, nesse período, são necessárias 86 árvores de Eucalipto ou 161 árvores de Pinus.


Considerando-se uma média de 4 sauveiros adultos por hectare, temos um consumo estimado de 4 toneladas de folhas/ano.


Isso tudo corresponde a 344 árvores de Eucalipto ou 644 árvores de Pinus.


Esse dano representa uma perda de cerca de 14% das árvores de um hectare reflorestado.



A área reflorestada com eucalipto, no Brasil, é de aproximadamente 3,5 milhões de hectares. Isso pode significar 1, 2 bilhão de árvores destruídas por ano, se considerarmos os dados de consumo de um formigueiro adulto.


Se isso acontecer, é um enorme prejuízo econômico - e seria ainda maior se pensarmos em árvores perdidas: em madeira, a perda seria de R$ 19,00 por árvores destruída - ou R$ 12,5 bilhões/ano, considerando-se a área reflorestada brasileira.


Esse potencial de prejuízo mostra a importância de se fazer um manejo adequado das formigas cortadeiras, protegendo os investimentos florestais e, ao mesmo tempo, respeitando princípios de sustentabilidade.


Como calcular prejuízos


Acompanhe o cálculo:


  • 1 árvore = 0,46 estéreo.
  • 1 estéreo = R$ 85,00 (média abril 2011)*.
  • 1 árvore = R$ 39,10.
  • O prejuízo das formigas pode chegar a bilhões de árvores destruídas.
  • Desse total, 55% seriam destinados para madeira, ou seja, 660 milhões de árvores.
  • Esse volume representaria um prejuízo de R$ 25,80 bilhões, aos valores médios do mercado.


Mas a história não pára por aí. Se pensarmos em celulose, o prejuízo triplica e vai para R$ 36,99 bilhões/ano. Veja.


  • 1 árvore = 0,1 tonelada de celulose.
  • 1 tonelada de celulose = R$ 1.376,00 (US$ 893,56 - CEPEA, média julho 2011, Câmbio US$/R$ 1,54).
  • Perda de árvore destruída (equivalente em celulose): R$ 137,60.
  • Volume de árvores canalizadas para celulose = 45% ou 540 milhões de árvores/ano (cálculo sobre a projeção de 1,2 bilhão de árvores destruídas/ano).
  • Prejuízo: R$ 74,30 bilhões.


O Brasil é o 7º colocado no ranking mundial dos plantios florestais, com aproximadamente 5,5 milhões de hectares cultivados com Eucaliptos e Pinus. Por isso, o manejo adequado e o controle das formigas cortadeiras são de extrema importância para o nosso país. Afinal, não podemos deixar que elas comam bilhões de reais todos os anos.


Em culturas

Cana-de-açúcar


  • O setor tem importância estratégica no agronegócio nacional, com previsão da área em 2011 da ordem de 8.400.000 hectares.
  • Um sauveiro adulto, de Atta bisphaerica, pode provocar a perda de 3,2 toneladas de cana (dependendo do estágio de desenvolvimento da cultura).
  • Ao valor de R$ 53,00/tonelada de cana (na esteira), em julho de 2011, teríamos um prejuízo de R$ 169,00/formigueiro.
  • Com uma infestação média de 5 formigueiros/ha, teremos um prejuízo de R$ 845,00/ha em cana plantada ou, ainda, uma perda relativa a 600 kg em açúcar/ha ou 400 L de álcool/ha.
  • Com a atual área plantada brasileira de cana-de-açúcar gira em torno de 6 milhões de hectares. Assim, podemos estimar uma perda de 720 mil toneladas de açúcar ou 400 milhões litros de álcool, considerando a existência de um formigueiro por hectare.


Em commodities agrícolas


Nos grãos e frutas, as perdas também são elevadas e, quando as plantas são novas, os prejuízos podem chegar a 100%.


O caso da soja é um exemplo: no Brasil ela representa cerca de 30% da produção mundial, atingindo 85 milhões de toneladas. Imagine agora o prejuízo econômico que as formigas cortadeiras poderiam causar em uma cultura tão importante como essa.


Dano em Milho 01

Danos causados em milho

Dano em Milho 02

Danos causados em milho

Dano em Milho 03

Danos causados em milho

Nas pastagens


Dano em pastagem


Em pastagens, 10 sauveiros adultos/ha chegam a cortar 25 kg de forragem por dia. Promovem ainda uma perda de área de cerca de 7% devido aos montes de terra solta dos sauveiros.


Isso pode reduzir a capacidade de suporte da pastagem em cerca de 1,2 cabeças/ha.




Fonte: FORTI, L.C. & BOARETTO, M.A. 1997. Formigas cortadeiras: biologia, ecologia, danos e controle. FCA/UNESP/Botucatu.