As formigas cortadeiras -- saúvas e quenquéns -- são de grande preocupação para o agronegócio brasileiro, uma vez que causam danos econômicos significativos nas culturas e sistemas florestais com o corte das folhas, diminuindo significativamente a sua produtividade. Elas fazem parte de um grupo de formigas pertencentes à tribo attini (classificação taxonômica), que desenvolveram peculiarmente a capacidade de cultivar fungos, que são a sua base alimentar. As folhas que elas cortam servem, na verdade, de substrato para o fungo que cultivam no interior de seus ninhos.

Recentemente, foi realizada uma interessante pesquisa sobre o desenvolvimento dessa agricultura feita por formigas cultivadoras de fungos, milhões de anos antes do homem. É o que mostra um estudo publicado em uma revista científica britânica, em abril.


Veja no link: http://g1.globo.com/natureza/noticia/formigas-inventaram-agricultura-para-combater-a-seca-antes-do-homem-diz-estudo.ghtml